Fanatic Reading

Blog para os apaixonados por livros de plantão.

25.2.14

[Coluna] Livros Não-Lidos

Um comentário

A maioria dos leitores compulsivos (ou não), já comprou ou algum dia irá comprar algum livro por impulso, infelizmente essa é a realidade, mesmo gostando de ler, várias pessoas compram livros apenas por impulso e acabam abandonando-os no meio de sua estante.
Existem aqueles leitores que começam a ler só para dar uma olhada no inicio do livro e se parecer bom, prosseguir com a leitura e quem sabe gostar bastante da história. Porém em nem todo caso é assim, muitas das vezes que compramos livros por impulso acabamos por esquecê-los, abandona-los, ou então prometer para si mesmo que algum dia vai ler esses livros, o que geralmente não acontece, porque a lista de livros para ler só tem tendência a aumentar cada vez mais, quando percebemos que ignoramos aqueles livros dá uma certa tristeza, vem um pensamento: "Estava com tanta vontade de lê-lo quando comprei, quais foram os motivos que me levaram a ainda não começa-lo?", é assim na maioria das vezes.
Uma boa dia é selecionar os livros não lidos e lê-los quando der vontade, ou se preferir, fazer um desafio para terminar todos eles nas férias, o que é uma boa ideia também, sempre é bom dar uma chance aos livros que você tem intuição que será bom, mesmo sem ter começado a ler, a parte ruim é que se parar de ler aquele livro e começar outro, a pilha de não-lidos só tende a aumentar.
Acho que sempre vou ter algum livro na estante que não li, pretendo ler e acabo não lendo, alguns confesso que abandonei por causa da narrativa e porque a história não parecia prosseguir ou me prender, uma ótima dica é pesquisar sobre o livro que você quer comprar, ler as resenhas, criticas e opiniões da maioria dos leitores, a opinião varia de pessoa para pessoa, mas é possível saber se é realmente o tipo de livro que você se interessa.

E vocês? Quantos livros seus não foram lidos, e quais são eles? Comente!

20.2.14

Resenha: The Vampire Diaries :O Retorno - Anoitecer – L.J. Smith

Nenhum comentário

Elena está de volta. Após uma estada no mundo dos mortos, Elena Gilbert voltou milagrosamente à vida como humana. Mas isso não é tudo, a jovem garota agora tem poderes nunca vistos antes, seu sangue é irresistível a todos os vampiros e estes sentem uma grande atração pela garota, e, para terminar com toda a anormalidade, Elena volta diferente, é como se ela fosse uma criança e Stefan, seu eterno amor, deve ensinar-lhe sobre tudo novamente.
Stefan está disposto a nunca mais perder sua amada, e, por isso ele pretende tirá-la de Fell's Church. Damon porém sente-se cada vez mais atraído pela namorada de seu irmão e quer torná-la sua princesa das trevas. Bonnie, Meredith e Matt estão radiantes com a volta de sua melhor amiga e todos querem fazer de tudo para ajudá-la. Caroline por outro lado não parece tão feliz com os últimos acontecimentos e ninguém consegue saber o que a jovem pretende fazer.
Todos pensam que agora terão um pouco de paz, não poderiam estar mais enganados. Novos desafios chegam à cidade, que atravessada por linhas de forças é um sinal para todos os seres sobrenaturais. Desse modo, aparecem os dois irmãos kitsunes Misao e Shinichi, que pretendem destruir Fell's Church.
Levado por sua inveja, Damon Salvatore acaba fazendo um acordo com os dois vilões. Stefan cai em uma armadilha e é levado da cidade. Agora Elena está a mercê de um vampiro que ela acaba descobrindo estar fora de controle. Caroline parece ter relação com toda a história, e a miss começa a agir muito estranhamente, no meio da trama descobrimos que é ela quem porta o mal que assola a pequena e amada cidade da jovem Gilbert. Para completar todo o pacote, seres de Poder desconhecido estão tomando Fell's Church e mexendo com a cabeça das jovens. 
No meio de toda essa bagunça, Elena, Bonnie, Meredith e Matt devem procurar por Stefan, se proteger de Damon e cuidar de toda a cidade que está cada vez mais fora de controle. Agora é muito difícil saber o que acontecerá com o grupo.
Em minha mais humilde opinião é aí que a história começa a esquentar. Saímos totalmente da história de Katherine/Klaus e vamos descobrindo um mundo totalmente novo de seres sobrenaturais. A história fica cada vez mais interessante e envolvente e a todo momento nos perguntamos quem chegará ao final do livro vivo. Stefan desaparece já no início do livro, e isso traz um novo lado da história, com Elena mais forte e frágil ao mesmo tempo. O final continua desesperador como o meio e nos deixa ansiosos para saber como a trama irá se desenrolar. Nesse livro a protagonista está muito diferente dos volumes anteriores e se assemelha mais à garota da série, mas a semelhança acaba logo aí, pois nesse livro damos de cara com seres nunca mencionados antes, o que nos dá um pouco mais de emoção. Esses novos desafios trazem um ar mais sombrio à saga e deixa um gostinho de aventura que dá muita ansiedade. Gostei muito e espero que gostem também!

17.2.14

Livro Escrito por J.K. Rowling Ganha Título e Capa

Nenhum comentário

Recentemente foi divulgada a capa da continuação de "O Chamado do Cuco", escrito por Robert Galbraith, famoso pseudônimo de J.K. Rowling que foi usado em seu último livro lançado. O novo livro com título de "The Silkworm" será lançado em breve, com previsão de lançamento ainda neste ano.

Novas Capas de "Percy Jackson e os Olimpianos"

Nenhum comentário

Acaba de ser divulgada oficialmente a nova arte da capa do livro "O Ladrão de Raios" da série mitológica grega "Percy Jackson e os Olimpianos" , todas as capas das continuações serão também "renovadas", e cada dia será divulgada uma nova capa de cada livro, até chegar no último volume, "O Último Olimpiano".
Sendo:
"O Ladrão de Raios" 17/02 

"O Mar de Monstros" 18/02

"A Maldição do Titã" 19/02

"A Batalha do Labirinto" 20/02

"O Último Olimpiano" 21/02

Ainda não há a confirmação dessas novas edições dos livros da série no Brasil, mas pode surgir a qualquer momento. Enquanto não chegam as bancas, o que acharam dessa nova capa? Melhor do que a da primeira edição?


15.2.14

Primeira Imagem Oficial do Longa "50 Tons" Divulgada

Nenhum comentário

Acaba de ser divulgada a primeira imagem oficial do primeiro filme baseado na trilogia de livros "Cinquenta Tons de Cinza", a imagem traz a personagem principal, Anastasia chegando para a entrevista com o empresário Christian Grey.
Confira a resenha do mesmo livro, no link.
O filme tem data de lançamento no dia 13 de Fevereiro de 2015 nos Estados Unidos, ainda sem confirmação de quando lançará no Brasil.
 Por isso, veio escrito na foto: "Um ano. Valentine's Day de 2015".
O longa é estrelado por Dakota Johnson e Jamie Dornan, dirigido pela londrina Sam Taylor-Johnson.

14.2.14

Resenha: Adeus, Janette - Harold Robbins

Nenhum comentário

 Não é a primeira vez que um livro erótico é resenhado aqui no Fanatic, mas dessa vez a obra é muito mais polêmica que o tão comentado "Cinquenta Tons de Cinza".
 "Adeus, Janette" é, sem sombra de dúvidas, um dos livros mais marcantes e peculiares que já li, em parte  porque apesar de fazer referências à temas muito problemáticos, foi muito fácil para mim seguir o raciocínio do autor quanto ao enfoque da trama, e em parte porque a trama em si é algo que apenas alguém muito visionário em relação aos desejos e problemas do ser humano em seu dia-a-dia seria capaz de escrever.
 A história se passa, na maior parte, em meados do século XX, durante a ascensão da haute couture francesa, visando o cotidiano dos membros de tal sociedade por trás das passarelas, mostrando assim todos os problemas da personagem principal, Janette, e de sua mãe Tanya para conseguirem um lugar de renome dentro do mundo da moda e da alta sociedade.
Desde o começo do livro podemos notar que o sexo é descrito explicitamente, porém em palavras tão formais, que deixa de parecer algo tão sujo ou um motivo de exaltação, pois o papel do sexo dentro da trama é apenas o que vemos no nosso cotidiano, tratando-se de volúpia, mas não é o foco principal do autor. Mais para frente vemos também cenas fortes de sadomasoquismo, estupro e violência, mas todos esses assunto são coisas que, se pararmos para pensar, também são encontrados no nosso dia-a-dia por mais que raramente vejamos alguém falar abertamente sobre.
 Robbins também escreveu sobre o uso de drogas e a homossexualidade, porém sem dar uma visão de certo ou errado para esses temas, pois eles se encontram nas "vidas" dos personagens, e não como uma polêmica. Portanto, quando vemos Janette falar dos prazeres que a maconha oferece, ou da sensação de alerta depois do uso da cocaína, temos que notar que isso é o que a personagem acha, e não uma opinião formada levando em conta também as consequências os usos dessas substâncias, a opinião do autor quanto à isso fica na imparcialidade, já os personagens tem suas opiniões formadas à respeito.
Em geral o livro é ótimo, a questão é saber que enfoque dará à ele, você pode optar por parecer imaturo e focar no sexo, ou visar a trama, que é muito boa.
O sexo e as drogas são realmente elementos marcantes no livro, mas na época em que a história se passa eram mesmo temas marcantes, e, de fato, comuns de se ver. Não é como se Robbins estivesse fazendo "propaganda" do uso de drogas ou até mesmo influenciando alguém a fazer tal uso, você tem opinião própria, nós temos, e não é um livro que vai nos "obrigar" a fazer algo ou colocar um cigarro de maconha na nossa boca.
 Como qualquer outro livro, temos que saber fitra-lo se quisermos saber qual é realmente a parte em que se deve prestar atenção.

Top 5: Valentine's Day

Nenhum comentário
Como hoje (14) é o dia de São Valentim nos E.U.A., está sendo celebrado o amor, amizade e familiaridade entre as pessoas que se gostam, e é claro, existe esses tipos de paixão nos livros, existem várias obras que mostram muito bem o sentimento de pertencer a alguém, ou de gostar de alguém ao ponto de se arriscar por essa pessoa, defendê-la, apoia-la, então fiz uma lista, melhor dizendo, um Top 5 de livros de que contém um destaque nessas relações interpessoais.

5. Querido John - Nicholas Sparks

Este livro possui uma adaptação cinematográfica, e ambos tratam do amor praticamente da mesma forma, existem momentos em que lutamos pelo amor de uma pessoa sem nem medir riscos, mas as vezes, com o tempo esse sentimento pode se tornar mais fraco, e as algumas pessoas mudam, seguem em frente, como lidar com esses problemas?. Esse livro mostra uma história que serve de reflexão.

4. Os Instrumentos Mortais - Cassandra Clare

Essa série com um toque sobrenatural mostra bastante até onde podemos ir por amor, o que nos comprometemos a fazer, as vezes até sem medir as consequências que o ato pode resultar. Também a ação de perdoar e ficar junto da pessoa em qualquer momento, jamais desistir do amor.

3- Quem é você, Alasca? - John Green

Com certeza esse foi um dos livros que li, que mais mostrou o valor da lealdade, confiança e destemor em relação a amizade, o autor consegue passar uma mensagem, que é que mesmo fazendo pequenas coisas, com as pessoas que amamos aqueles singelos momentos se tornam algo marcante e importante na vida de alguém, nem tudo é em vão e que as vezes coisas acontecem por certos motivos.

2- Harry Potter - J.K. Rowling

Uma série tão marcante que é impossível não ser citada, marcou a infância de vários de nós, não só os filmes, mas também os livros, que mostram a tamanha coragem e a amizade são capazes de vencer tanta coisa, como diz o ditado: "A união faz a força". Esse trio, o Harry, o Rony e a Hermione, possuem aquela lealdade um com o outro que faz a pessoa almejar ter amigos como aqueles, que nunca desistem de nós, não importa o problema que estamos passando, ficam ao nosso lado e nos ajudam a superar, e vencer o que nos impede para seguir em frente.

1- As Vantagens de Ser Invisível - Stephen Chbosky

Não consigo imaginar esse Top 5, sem "As Vantagens de Ser Invisível", quem leu consegue entender o porque desse livro merecer o lugar nessa lista, nunca vi uma amizade tão sincera e até inocente por parte do protagonista, a forma como é narrado através de cartas, só torna o livro melhor, mais verdadeiro lidando também com aceitação, o livro já consegue emocionar aos leitores por si só, e o filme consegue esse mesmo sentimento, um sentimento que o melhor jeito de ser descrito é através de uma frase dita pelo Charlie:
"Eu me sinto Infinito".

Então, o que acharam do Top 5? Quais são seus livros que possuem um relacionamento tão bom que você almeja? Comente!